Concretagem em passarela interdita trechos no Anel Viário

Rodrigo Luiz Ribeiro
Secretaria de Mobilidade Urbana

A Prefeitura de São José dos Campos (SP) iniciou nesta semana a etapa de concretagem das lajes da passarela que fica sobre o Anel Viário e integra a ciclovia que compõe o complexo viário do Arco da Inovação. Por conta do serviço, haverá três etapas de interdição, com encerramento previsto no dia 22 deste mês.

Na primeira etapa, iniciada nesta semana, haverá a interdição total da rua Rodrigo Reis Tuy, que é a alça de acesso da avenida Jorge Zarur para a avenida Florestan Fernandes, além de uma faixa de rolamento da avenida Florestan Fernandes, ambas no sentido sul. A previsão é que o trecho seja liberado na manhã desta quarta-feira (15).

A segunda etapa deve ocorrer entre 8h de quinta-feira (16) e 16h de sexta-feira (17), quando serão interditadas as faixas de rolamento 1 e 2 na avenida Florestan Fernandes, nos sentidos norte e sul. A previsão é que os trechos sejam liberados já nas primeiras horas de sábado (18), após o término de gotejamento de água e cimento da concretagem.

Na terceira e última etapa, das 8h do dia 21 de julho às 16h do dia 22 de julho, será interditada a faixa de rolamento 3 da avenida Florestan Fernandes no sentido norte e uma faixa da alça que dá acesso ao Condomínio Reserva da Barra.

As interdições terão o apoio dos agentes de mobilidade urbana para organização do trânsito e orientação aos motoristas.

O projeto

A ciclovia irá conectar as regiões centrais, oeste e sul, permitindo uma nova opção de deslocamento para quem mora, trabalha ou escolhe pedalar por estas regiões. Alguns trechos já estão concluídos, como o trecho entre a rua Ana Maria Nardo até o Arco de Inovação e o condomínio Reserva da Barra até a avenida Benedito Matarazzo.

A ciclovia passará pelas avenidas Eduardo Cury, Jorge Zarur, Rodrigo Reis Tuy e Benedito Matarazzo. Na nova ciclovia, os ciclistas podem, por exemplo, sair da Urbanova, na região oeste, ou de Santana, na região norte, e irem até o bairro Dom Pedro 2º, na região sul da cidade.

A obra é financiada com recursos do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento), integra o complexo viário Arco de Inovação, em construção no principal ponto de congestionamento da cidade atualmente.

A Prefeitura de São José incentiva o uso de transporte sustentável, tem aumentado a oferta desses modais e se preocupa com as melhores condições para os usuários.

No início de 2017, a cidade possuía 79 quilômetros de malha cicloviária e atualmente são mais de 100 quilômetros, distribuídos em todas as regiões de São José. O objetivo da Prefeitura é que, em 2020, a cidade chegue a 157 quilômetros da malha cicloviária.

Neste ano, a Prefeitura já concluiu a ciclovia da Via Cambuí, que possui 8,6km e também iniciou as obras da ciclovia do DCTA / Avenida dos Astronautas, que está bem avançada e terá 6 quilômetros de extensão, além da ciclovia que irá compor o projeto da Via Jaguari (região norte) com 4 km.

FONTE: Prefeitura de São José dos Campos (SP).