Área do Senhorinha entra no Programa Limpeza Qualificada

É da Praça do Córrego Senhorinha, na região sul de São José dos Campos, que toda semana são retiradas cerca de 30 toneladas de lixo. E tem de tudo. De resto de comida a móveis velhos. Por ali o descarte irregular de resíduos da construção civil, animais mortos, plásticos é uma ameaça ao meio ambiente.

A foto acima foi tirada nesta semana. Mostra caminhões, funcionários e retroescavadeira retirando o lixo dessa área, entre os bairros Campos dos Alemães e Dom Pedro, na região sul. Um trabalho constante da Secretaria de Manutenção da Cidade que poderia ser evitado, se houvesse mais conscientização.

E é esse o foco do Programa Limpeza Qualificada, previsto no Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos. Buscando novas soluções para velhos problemas, o programa se desenvolve em ações integradas entre a Prefeitura, por meio da Secretaria de Urbanismo e Sustentabilidade, e a comunidade para modificar a realidade atual.

A intenção é fazer no Córrego Senhorinha a mesma ação que modificou a realidade na Rua Lira, onde também existia esse problema do descarte irregular de lixo. A ação educativa de plantio na rua Lira começou em dezembro do ano passado, depois da união de esforços dos moradores, voluntários, prefeitura e associação de bairro. No local foram plantadas 30 mudas de árvores.

Requalificação

Agora planeja-se nova ação, desta vez às margens do Córrego Senhorinha. A Associação de Moradores AmeSatélite e a Escola Márcia Helena Barbosa Lino manifestaram interesse em requalificar o espaço.

De espaço em espaço, prefeitura e comunidade vão repensando juntas novas maneiras de incentivar a preservação do meio ambiente, transformando essas áreas em lugares com pomares, hortas ou lazer. Exemplos podem ser vistos nos bairros Vista Verde, Campos dos Alemães e Nova Michigan.

As diretrizes do Programa Limpeza Qualificada foram definidas com base na Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei Federal 12.305/2010), priorizando a não geração, a redução, a reutilização, a reciclagem, tratamento dos resíduos sólidos e disposição final adequada dos rejeitos.

Além das coletas orgânica e seletiva, a Prefeitura de São José dos Campos mantém em funcionamento, todos os dias, os PEVs (Pontos de Entrega Voluntária). São 15 PEVs espalhados por todas as regiões de São José, que funcionam de segunda a sábado, das 8h às 17h e aos domingos e feriados, das 8h às 12h.

Ao estimular o descarte correto e a transformação e preservação dessas áreas, a Prefeitura de São José dos Campos vai deixar de gastar R$2,8 milhões por ano. Valor que se refere a gastos com funcionários, maquinários, equipamentos e logística.

Acompanhe mais notícias de São José dos Campos (SP) em nossas redes sociais. Instagram: @cidadaojoseenseoficial. Facebook: Cidadão Joseense.