Museu comemora o Mês do Folclore com programação virtual

Quais são as nossas referências culturais ligadas, principalmente, ao ambiente familiar, aquelas que dizem respeito à transmissão dos saberes populares, seja pela observação natural dos fazeres ou por meio da oralidade? Estes são alguns dos questionamentos que norteiam as atividades que o Museu do Folclore de São José dos Campos programou para comemorar o Mês do Folclore.

A programação será toda virtual e direcionada a professores e alunos, devendo se estender entre os meses de agosto e setembro. Estão previstas uma live (dia 3), uma palestra (dia 5), inventário participativo com alunos, visita virtual ao museu, criação de um site específico sobre o tema e uma exposição temporária para exibir os trabalhos produzidos durante este período.

Segundo explica a museóloga Mariana Boujadi, do Museu do Folclore, essas referências culturais, tanto num âmbito individual quanto coletivo, estão intimamente ligadas às inter-relações geracionais. “São tradições e signos que conectam indivíduos com as pessoas mais velhas da família ou com seus antepassados distantes, como forma de perpetuar ou ressignificar algo”, ressalta. 

Estimular

Na prática, as ações propostas pelo Museu do Folclore visam estimular professores e alunos, de escolas públicas e privadas, a desenvolverem suas próprias atividades, mas de uma forma mais próxima do que vem a ser folclore e cultura popular. Daí o foco nas referências culturais, que constituem o patrimônio imaterial de cada um. 

Uma das ferramentas que será utilizada para esta interação é o e-book ‘Além da mula sem cabeça’, que foi produzido e lançado recentemente pelo Museu do Folclore. “Nesta publicação tentamos construir pontes de diálogo onde seja possível reconhecer o folclore no cotidiano de nossas vidas e, assim, buscar formas de trazê-lo para o dia-a-dia da escola”, explica Mariana. 

As atividades contam com a parceria da AFAC (Associação para o Fomento da Arte e da Cultura), por meio do Parque Vicentina Aranha, que compartilhará as transmissões virtuais em suas redes sociais.

Programação

Dia 3 de agosto, 19h
Live: Além da mula sem cabeça: Exposi-Ação. Transmissão: YouTube do Museu do Folclore e do Parque Vicentina Aranha.
Mediação: Francine Maia.
Participações: Angela Savastano, Mariana Boujadi, Maria Angélica Perez, Tiane Tessaroto e Renata Sparapan.

Apresentação da proposta da programação deste ano, do e-book ‘Além da mula sem cabeça’ (produzida pela equipe do Museu do Folclore) e do site do Mês do Folclore.

Dia 5 de agosto, 19h
Palestra: Tião Rocha. Transmissão: YouTube do Museu do Folclore e do Parque Vicentina Aranha.
Mediação: Tiane Tessaroto

A palestra destacará o fato de que a matéria prima para todo processo de aprendizagem envolve as pessoas, seus saberes, fazeres e quereres. Tião Rocha é educador, folclorista e antropólogo, criador do CPCD (Centro Popular de Cultura e Desenvolvimento) e do Banco de Êxitos Solidariedade e Autonomia. Autor de obras sobre desenvolvimento cultural e comunitário e membro de várias organizações de fomento e iniciativas na área.

De agosto a setembro

Durante estes dois meses, as atividades previstas (relacionadas abaixo) serão disponibilizadas em um site criado especificamente para o Mês do Folclore:

– Visitas virtuais ao Museu do Folclore, com apresentação e discussão sobre patrimônio imaterial e inventário participativo, para identificação das referências e heranças culturais.

– Inventário participativo com alunos da Escola Estadual Profa. Ana Cândido de Barros Molina e Escola Municipal Profa. Vera Lúcia Carnevalli Barreto.

– Montagem final e abertura da exposição virtual com os trabalhos realizados pelos alunos das duas escolas.

Gestão

O Mês do Folclore é um dos projetos realizados pelo Museu do Folclore, que é um espaço da FCCR (Fundação Cultural Cassiano Ricardo), cuja gestão é feita pelo CECP (Centro de Estudos da Cultura Popular), organização da sociedade civil sem fins lucrativos.

Museu do Folclore de SJC
Av. Olivo Gomes, 100 – Santana (Parque da Cidade)
(12) 3924-7318 – www.museudofolclore.org

Acompanhe mais notícias de São José dos Campos (SP) em nossas redes sociais. Instagram: @cidadaojoseenseoficial. Facebook: Cidadão Joseense.