Avaliação larvária ajuda na prevenção dos casos de dengue

A equipe responsável pela avaliação de densidade larvária em São José dos Campos (SP) tem detectado maior conscientização sobre as medidas preventivas contra a dengue. Em todas as regiões, os moradores estão tomando os cuidados para frear a criação e proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença.

É o caso de Ana Torres Renó Ribeiro, do Jardim Ismênia, na região leste, que destaca a importância da pesquisa para alertar sobre as atitudes de prevenção. “Coloco terra nos pratinhos de planta, não deixando água parada. São atitudes simples e cuidados necessários para não permitir a criação dos mosquitos.”

Lucineia da Silva Felippe, também moradora do bairro, aprova a ação, que é promovida pela Prefeitura, por meio do Centro de Controle de Zoonoses. “Estamos vivendo uma pandemia de covid, e não podemos esquecer da dengue. Todas as vezes que os profissionais vêm a minha casa, eu os recebo.”

Resultado

A ADL realizada em julho apresentou índice de 0,2, dentro da margem considerada satisfatória, que vai até 1. No mesmo período do ano anterior, a avaliação registrou 0,1.

Os profissionais visitaram uma amostra de 17.792 imóveis sorteados em 3.166 quarteirões.  Após a avaliação, o CCZ mapeou os locais com maior infestação para promover as ações de combate ao do Aedes aegypti, que também transmite a zika e chikungunya.

Acompanhe mais notícias de São José dos Campos (SP) em nossas redes sociais. Instagram: @cidadaojoseenseoficial. Facebook: Cidadão Joseense.