Nova exposição do Museu do Folclore aborda imaginário junino

Intitulada ‘Sortes e Simpatias no Imaginário Junino’, o Museu do Folclore de São José dos Campos abre, no próximo dia 25, uma nova exposição temporária, que terá como pano de fundo as festas juninas, típicas nesta época do ano. A mostra seguirá aberta para visitação até meados de outubro.

Segundo explica a museóloga do Museu do Folclore, Mariana Boujadi, “como o tema é amplo e abrange diversos aspectos – como culinária, música, vestuário, religiosidade e outros –, decidimos focar nas sortes e simpatias relacionadas, particularmente, aos três principais santos juninos: São João, São Pedro e Santo Antonio”.

A exposição será composta por textos, relatos de campo, cenários e elementos representativos, abordando a temática fora do lugar comum, de um jeito moderno e interativo. “O cenário será montado com efeito 2D, trabalhando as cores e formas das bandeirolas juninas: vermelho, verde, azul e amarelo”, destaca Mariana.

Durante o período, a exposição poderá ser visitada, gratuitamente, de terça a domingo, das 9h às 17h. Ela será montada em uma das salas do mesmo prédio onde está instalada, desde 2006, a exposição de longa duração do museu (‘Patrimônio Imaterial: Folclore e Identidade Regional’).

Simpatias

Várias simpatias estão atreladas à busca de amor ou casamento, especialmente as relacionadas a Santo Antonio. Uma das mais clássicas para arrumar namorado é colocar o santo de cabeça para baixo dentro de um copo d’água ou de cachaça. Ele só será retirado do castigo depois que atender o pedido.

Outra simpatia precisa ser feita especificamente no dia de Santo Antonio (13 de junho). A pessoa deve retirar o Menino Jesus do colo do santo e deixá-lo virado para a parede, prometendo que o devolverá assim que Santo Antonio lhe trouxer um namorado. 

Para São Pedro, a simpatia é para proteger a casa e deve ser feita na véspera do dia do santo (29 de junho). O interessado deve encher um copo d’água até quase a boca e adicionar uma colher de sopa de açúcar, uma de sal e um dente de alho socado com casca e tudo.

Depois, deve colocar as chaves da casa dentro do copo e deixá-lo no sereno. Na sequência, a pessoa deve rezar a oração de São Pedro e pedir para que ele proteja seu lar, afaste a inveja, inimigos visíveis ou invisíveis. Na manhã seguinte, as chaves devem ser lavadas em água corrente e a água que foi preparada jogada na terra.

Gestão

Ligado à Fundação Cultural Cassiano Ricardo, o Museu do Folclore está instalado no Parque da Cidade Roberto Burle Marx desde 1997. Sua gestão é feita pelo CECP (Centro de Estudos da Cultura Popular), organização da sociedade civil sem fins lucrativos.

Museu do Folclore de SJC
Av. Olivo Gomes, 100 – Santana (Parque da Cidade)
(12) 3924-7318 ou (12) 3924-7354
www.museudofolclore.org

Acompanhe mais notícias de São José dos Campos (SP) em nosso Instagram: @cidadaojoseenseoficial.