SP investe R$ 272 milhões em obras e beneficia cerca de 200 destinos turísticos em 2023

Setor fecha o ano com 107 obras entregues, mais de 46 milhões de visitantes e programa de crédito de R$ 4 bilhões.

O setor do turismo paulista avançou no interior e agora projeta São Paulo como o maior destino de lazer do Brasil, fechando 2023 com um alto número de obras entregues e de fluxo de turistas: foram 107 inaugurações em todas as regiões do estado, ou seja, uma média de entrega de oito obras por mês, a maior parte delas (80%) em municípios do interior, e mais de 46 milhões de visitantes no ano, segundo o Centro de Inteligência da Economia do Turismo (CIET), ligado à Secretaria de Turismo e Viagens de SP (Setur-SP).

Ao todo, os investimentos nas entregas foram de R$ 271,6 milhões, beneficiando cerca de 200 destinos, entre Municípios de Interesse Turístico (MITs) e Estâncias Turísticas.

São obras como a requalificação do Museu do Folclore, em Olímpia, e a fonte romana, em Serra Negra, que aumentaram o fluxo de visitantes em cerca de 20% em cada um dos municípios, de acordo com as prefeituras.

“São Paulo se coloca cada vez mais como opção de lazer pelos atrativos de qualidade, natureza preservada e diversidade de gastronomia”, afirma Roberto de Lucena, secretário de Turismo e Viagens do Estado.

CrediturSP disponibiliza R$ 4 bilhões

Em maio deste ano, o Turismo de SP desafiou um dos principais gargalos para o avanço do lazer no Estado: o crédito turístico, e lançou o maior programa estadual de incentivo ao setor: o CrediturSP (https://www.turismo.sp.gov.br/creditur),, “smartCard-inline”) com o objetivo de oferecer apoio para gerar mais empregos e renda.

São R$ 4 bilhões em recursos disponíveis para estruturar e impulsionar o turismo no Estado. São linhas sob medida e um fator decisivo: consultoria gratuita para ajudar o empreendedor a identificar a linha mais adequada ao seu modelo de negócio.

“O turismo vem crescendo em São Paulo e já responde por uma parcela importante do PIB. Além disso, o CrediturSP é o maior programa de crédito voltado para o turismo da nossa história, é um trabalho que vai render muitos frutos, vamos trazer cada vez mais gente para o nosso estado de São Paulo”, afirmou o governador Tarcísio de Freitas.

A costureira Márcia França, de Apiaí, no Vale do Ribeira, é uma das beneficiadas do crédito turístico de SP. Após fechar sua lojinha de produtos artesanais na pandemia, conseguiu um empréstimo para reformar a fachada e adquirir uma nova máquina de costura. “Pude continuar com o meu sonho em um momento em que eu não tinha recursos”, disse.

O CrediturSP conta com a parceria de dez instituições financeiras, oferece taxas a partir de 0,33% ao mês, carência de até três anos e amortização de 36 a 120 meses. Desde que o programa foi lançado, em outubro, a Setur-SP recebeu propostas de crédito de todas as regiões do Estado, de pequenos empreendedores a grandes empresários, com pedidos que somam mais de R$ 150 milhões.

Sabor de SP

Neste ano, a Setur-SP lançou o maior programa de valorização da gastronomia do país, o Sabor de SP (https://www.sppratodos.com.br/sabordesaopaulo),, “smartCard-inline”) que oferece ao público a oportunidade de experimentar, gratuitamente, um festival de comidas típicas.
A gastronomia movimenta cerca de R$ 250 milhões por ano no país, segundo a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes, tendo se tornado a principal motivação das viagens de lazer no mundo, de acordo com a Organização Mundial do Turismo (OMT).

O programa já desembarcou em sete cidades paulistas, recebeu mais de 5 mil visitantes, capacitou 560 profissionais do setor e gerou um impacto direto em 200 municípios paulistas.

A promoção da culinária regional e dos produtores regionais é um dos eixos previstos no Plano Estratégico Turismo SP 2030 (https://www.turismo.sp.gov.br/plano20-30) “smartCard-inline”) para elevar o desenvolvimento sustentável do interior de São Paulo.

Fonte: Governo do Estado de São Paulo.

Acompanhe mais notícias de São José dos Campos (SP) em nosso Instagram: @cidadaojoseenseoficial.